Protetores para joanetes e calcanhar

Rate this post

Protetores para joanetes e calcanhar

O joanete ou Hallux Valgus é a protuberância óssea que sai normalmente no primeiro dedo (dedo gordo) do pé devido ao desvio para dentro das falanges do dedo e do metatarsiano para fora. Este desvio, além dos inconvenientes que pode causar só por si, é muito incómodo com o pé calçado porque fricciona no sapato e transforma o caminhar num sofrimento constante.

Além de usar um calçado pouco adequado ou de ser sofrido algum traumatismo, a causa principal deste problema costuma ser a forma como pisamos, pelo que os ossos se vão deformando como consequência do peso do corpo e do movimento a que está sujeito. Este pisar anómalo tem, normalmente, componentes genéticos.

Para evitar isso, não há nada como os protetores porque, como o nome indica, protegem a zona de fricção e das pressões excessivas, reduzindo a dor e protegendo a pele. Na Herbi Feet dispomos de diversos tipos de protetores, tanto em gel como em silicone, suaves, cómodos e fáceis de colocar. Se tem joanetes, não deixe de usar estes elementos fundamentais e imprescindíveis para os combater.

Especial atenção requerem igualmente as fricções com o calcanhar, especialmente produzidos com calçado novo, muito rígido, ou quando não calçamos meias. Para este problema que, infelizmente, é muito recorrente, um bom protetor a tempo evitará irritações na zona do tendão de Aquiles. E como esta doença afeta pessoas de todas as idades, na Herbi Feet dispomos de protetores para crianças e adultos.

Não se esqueça dos protetores para joanetes e calcanhar, melhorarão o seu dia-a-dia.

Protectores para juanetes y talón

Como funcionam os protetores para joanetes e calcanhar

A função de um protetor de joanetes, seja no dedo gordo do pé ou no quinto dedo, é corrigir a postura do dedo nas suas etapas iniciais e proteger contra as fricções e dor a pele e o osso. Alguns protetores para joanetes colocam-se durante toda a noite para que o osso vá corrigindo a sua postura de forma natural. Em cada caso em concreto é necessário consultar que tipo de protetor é o mais adequado para cada pessoa e para os pés dessa pessoa.

Os protetores de calcanhar previnem a formação de calosidades e melhoram a forma do pé. Recomenda-se para pessoas que pratiquem desporto ou que caminham muito, também para as crianças porque saltar, correr e fazer desporto sem controlo com um calçado inadequado pode provocar muitos problemas e incómodos.

Reabilitação após uma operação aos joanetes

Se não pôde evitar que a deformação do dedo avançasse por causa dos joanetes, em muitos casos é provável que se tenha de passar por uma cirurgia. A recuperação durará algum tempo, será incómoda e dolorosa, conforme o grau de tolerância à dor de cada um. Apesar disso, é importante começar a reabilitação quanto antes. Que deve fazer?

  • Comer bem e descansar o máximo possível. Sim, na reabilitação há uma quota-parte dolorosa e outra necessária, que é a de prestar atenção ao resto do seu corpo. Um corpo bem alimentado é capaz de cicatrizar antes as feridas e defender-se contra possíveis infeções. Os aminoácidos reparam e reconstroem o corpo, a vitamina C é antioxidante e cicatrizante. Os hidratos de carbono proporcionam a glucose, necessária para se adquirir energia para o corpo, também nutrientes, que reforçam o sistema imunológico, e fibra.
  • Dormir as horas suficientes faz com que se reforce o sistema imunitário, regeneram-se os tecidos, libertam-se tensões musculares, na coluna vertebral e nas articulações, regula-se a circulação sanguínea, baixa-se a frequência cardíaca e melhora-se a atividade cerebral, necessária para enfrentar uma reabilitação pós-operatória.
  • Faça só exercícios indicados pelo médico. Apesar de lhe poderem parecer dolorosos, é o médico quem sabe que tipo de exercícios deverá fazer para a sua recuperação. No entanto, não se pressione nem sofra mais do que possa aguentar e, em caso de dúvida, mudança de cor, inchaço, febre, falta de melhorias ou outra situação, consulte sempre o seu médico, não importa as vezes que lhe pergunte. Encontrará bons conselhos na Internet, mas cada pessoa e o seu corpo são um mundo; os conselhos são referências, mas é o seu médico quem deve decidir.

A importância de aprender a caminhar corretamente

Aprendemos a caminhar quando somos pequenos; no entanto, os nossos inícios são instáveis e nem sempre se terá utilizado o calçado correto. Mais tarde, adquirimos hábitos postulares seja pelo peso dos livros na escola, seja pelo calçado ou por imitação. Os adultos sempre foram um grande espelho onde os mais pequenos se viram refletidos, sem que uns e outros se dessem conta. E um dia, passados os anos, chegam as dores nas costas, as deformidades nos pés, as incomodidades e damo-nos então conta de que ainda não sabemos caminhar.

Como para nós é uma ação que cremos ser mecânica, mal lhe damos atenção. Ao caminhar, existe uma norma básica: calcanhar, planta do pé, biqueira, costas direitas e braços aos lados a moverem-se ao ritmo dos passos. É muito simples e todos pensamos que o fazemos bem, mas… e se repararmos nas solas, nas biqueiras e nas bordas dos sapatos que mais vezes calçamos? O desgaste é igual em todo o lado? Arrastar os pés, girá-los ao caminhar ou torcer os tornozelos é muito frequente. Estas posturas devem ser corrigidas quanto antes e se for desde criança, melhor ainda.

Produtos que podem ajudar